segunda-feira, 13 de maio de 2013

GENTE COMO A GENTE DAYANE JESUS





A Dayane é uma fofa!!! Sempre recebo alguns emails do pessoal  que mora fora do Brasil, dizendo que é impossível emagrecer, que não dá pra fazer as receitas que colocamos no IG, que tudo é muito caro, que não dá tempo. Esta é mais uma história, que nos mostra que basta apenas querer mudar. Se você tem um fim, um objetivo, vai arrumar o meio de chegar até ele!

"Nome: Dayane Jesus
Idade: 26
Gordura: inicial 28% atual: 20.7%
Altura: 1.63m
Peso inicial +- 67kgs Peso atual: 55kgs

Uma coisa que me incomodou muito desde que eu comecei a viajar foi o ter engordado. Eu mantive meu peso de 50-52 kg dos 15 aos 19 anos. Minha mãe sempre foi NEUROTICA com peso, dieta e essas coisas. Então ela sempre me colocava louca com isso. Eu comia umas coisinhas escondidas aqui e ali e sempre tinha um chocolate escondido na gaveta. Eu era relativamente magra, mas nunca tive aquela barriguinha sequinha.
Quando fui pra Nova Zelândia, fiquei super feliz com a liberdade de poder comer o que eu quisesse: Burger King, Big Mac, muita batata frita e as famosas tortas inglesas que tinha na Nova Zelândia.
Como resultado, eu ganhei 15 kg em 2 anos.
Voltei pro Brasil e minha mãe já tinha visto algumas fotos minhas, ela literalmente me perguntou se eu estava grávida....quase morri.
Consegui perder um pouco de peso por que minha mãe pegava no meu pé. Então eu viajei pra Holanda 9 meses depois com 60kg. Mas na Holanda foi a mesma coisa, e pior, era sagrado comer no Burger King por €2 pelo menos 2 vezes por semana. 
Resultado foi que eu voltei pro Brasil com 67kg depois de um ano na Holanda. Eu havia conhecido meu marido/noivo/namorado, então o peso não me incomodava muito. Porem, lá estava minha mãe dizendo que eu estava gorda e feia. Emagreci 10kgs em três meses e voltei pra Holanda mais magra, só que depois de seis meses lá estava eu com 67kgs novamente em 2010. 
Com essas viagens, o efeito sanfona virou meu amigo. Por falta de vergonha na cara, de motivação e de escolhas erradas na hora de comer.
Posso dizer que 80% das brasileiras que eu conheço aqui, disseram ter ganhado peso depois ter saído do Brasil. E não é pelo sabor da comida, muito pelo contrário, é que  fast foods são bem mais baratas fora do Brasil.  
Em 2011 eu comecei a R.A, comecei academia,  trabalho pesado como camareira e cheguei a 58kg em 4 meses.
Mas com a faculdade e inverno rígido, confesso que deixei essa coisa de peso pra lá mas continuei comendo relativamente bem. Ate que em Abril 2012, quando me pesei eu quase tive um ataque: 64 kg e 28% de gordura e pra piorar, gordura visceral.
Nas ferias da faculdade em Julho de 2012 eu resolvi tomar uma atitude. Baixei vídeos na internet (p90x e 30 day Shred) e comecei a fazer exercício em casa e correr 7km na rua 2 vezes por semana. No final do p90x (90 dias) eu estava com 60 kg, mas a gordura ainda estava alta. Eu queria chegar aos 54kgs.
Quando as aulas recomeçaram eu continuei com os exercícios e boa alimentação. Não dava pra malhar todo dia, então eu não engordei, mas perdi massa magra e fiquei um pouco flácida.
Em dezembro de 2012 eu me matriculei em uma academia e prometi a mim mesma que mesmo se tivesse um milhão de trabalhos pra fazer que eu iria malhar todos os dias (e quando não desse mesmo, eu faria em casa, já que tenho todos equipamentos).
Graças a Deus estou conseguindo e pra falar a verdade fazer atividade física me proporciona balanço e tranquilidade. Sinto-me renovada quando termino meu workout. É a forma que eu encontrei de ter tempo pra mim mesma, organizar meus pensamentos e refletir.
Minha alimentação esta mil vezes melhor que quando comecei a RA. Hoje consumo poucos produtos industrializados, não invisto em biscoitinho ou barrinhas, procuro comer o mais saudável e natural possível. Eu adoro cozinhar, então fico no IG procurando receitas e faço a maioria delas.
Eu nunca como na cantina da faculdade por que já saio de casa com minhas marmitas e não tenho vergonha alguma de comer na rua. Na sala ou no café da faculdade eu abro e como sem problema algum.
Meu marido é atleta, ele joga futebol desde seis anos de idade e tem um metabolismo impecável. Ele gostava muito de besteiras. Mas ele me apoiou muito e acabou aderindo à alimentação saudável, pra quem era viciado em coca cola e doces, é um grande passo. Hoje aqui em casa não tem lactose nem glúten, eu descobri a intolerância a lactose há um tempo atrás e sempre optamos por produtos biológicos.
Ele prova todas as receitas que eu faço e é meu personal na corrida sem contar que me suporta psicologicamente, lembrando onde eu estava e aonde eu cheguei. Às vezes é difícil, eu ainda não uso camiseta por que tenho os ombros largos (de família) mas se tem uma coisa que eu aprendi nessa jornada é fazer boas escolhas, ser paciente e a ouvir meu corpo. Muita gente fica desesperada, para de comer ou quer resultados do dia pra noite. É um processo muito lento e eu acredito que seja mais um processo de autoconhecimento do que estético."
IG:@dayanejesus


Barriga abri/12 e abr/13


P90 x 12 semanas de julho a setembro


5 comentários:

  1. Roberta @roserena13 de maio de 2013 07:32

    Uhull... força de vontade existe no Brasil, na Nova Zelândia, na Irlanda... PARABÉNS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Roberta. Com certeza, eu sempre vejo as meninas aqui falarem das coisas ruins mas na verdade, aqui comida e academia sao muito mais caras do que no Brasil. Tem sim como achar os ingredientes e comer saudavel. Quando eu posto comida brasileira no meu IG e as pessoas perguntam "Nossa mas tem isso aqui? Eu nunca achei". Quem realmente quer consegue comer direitinho no Brasil ou fora.

      Excluir
    2. Obrigada Roberta. Voce esta certissima. No Brasil ou fora tem sim como comer saudavel. Eu sempre vejo as pessoas reclamando e nem lembram que aqui por exemplo, comida e academia sao bem mais baratas. Eu acho todos os ingredientes quando quero fazer pratos brasileiros e sempre me perguntam como eu achei os ingredientes , que nao sabiam que tinha aqui.

      Excluir
    3. Roberta @roserena no insta14 de maio de 2013 06:38

      É isso ai Dayane... as opções de frutas, saladas, frangos... tem de monte por aí!! Aliás salada é até mais fácil, compra-se aquelas prontas!!
      Além do mais oq sempre digo, para caminhar ou correr, vc só precisa de um tênis... Se não tem academia, vai na rua mesmo...
      Parabéns mesmo Dayane!! E continue assim!! Bjo

      Excluir
  2. Olha Brasil, alguém ajuda??! heheheheh estou numa dieta+musculação á 14 semanas (a musculação já pratico há 2 anos, mas nesse período da dieta estou pegando mais pesado)e consegui resultados mto pequenos. Perdi peso, mas o que queria perder mesmo era gordura abdominal, mas tá custando viu?!
    tenho que confessar que sempre dou uma escapada na dieta (tipo comer arroz branco em alguma refeição do dia, beliscar um choco em outro), mas como sou magra não acho esses grandes pecados não.

    ResponderExcluir