quinta-feira, 18 de novembro de 2010

DIA RUIM OU É HORA DE PARAR?!


Ontem , como já estou trabalhando em horários bem alternativos, fui fazer meu treino no Ibira a tarde.

Quando cheguei era mais ou menos 16h, troquei de roupa e me preparei para começar. Meu treino era tranquilo - como tem sido nos últimos meses- mas antes mesmo do início, estava sentindo minhas pernas um pouco pesadas ( com certeza por causa do inchaço), e um pouco de desconforto - que não era dor - na parte baixa da barriga. Além disso, na natação, há 2 dias atrás, acho que por causa do "frouxidão" dos ligamentos, depois de 50m de peito, comecei a sentir um pouco de dor no ligamento da virilha.

Mesmo assim, resolvi colocar meu eletrônico no Ipod e começar. Desde que engravidei, o início da corrida tem sido um pouco mais "penoso", porque demora um pouco pra perna "soltar".

Os primeiros 2 km foram bem difíceis, estava a pace de 6'30". Apesar de SABER que não tenho que me preocupar com isso agora, foi uma queda muito brusca de sábado na USP para ontem. Tentei relaxar, soltar um pouco mais a perna e veio, no km 3 a vontade de fazer xixi. OK. Parei, fui ao banheiro e continuei.

A perna continuou muito pesada, os bpm não estavam elevados, mas eu estava me sentindo bem cansada. Comecei a pensar se não era pela hora, por já estar trabalhando desde as 8, sentada o dia todo curvada sobre a barriga. Depois, comecei a matutar, que, como tinha resolvido experimentar um outro tênis, poderia ser por isso.

Mas aí, resolvi por todas as desculpas de lado, e tentar enxergar com clareza, se agora já não é a hora de parar. A barriga já está grandinha ( não do tamanho de uma barriga "convencional" de 29 semanas), pesada, e, apesar de ter passado com meu médico, ter feito US, estar tudo ótimo, ele ter me liberado para continuar, a corrida, que sempre foi um prazer pra mim, está se tornando um sacrifício... Ou, pelo menos ontem, foi esta sensação que eu tive...

Apesar de todo o cansaço, fiz os 9 km planejados. Cheguei em casa pensando em tudo isso... Será que foi só um dia ruim - como já tive vários quando não estava grávida- ou será que é hora de parar?

Tinha visto no Youtube no domingo, um vídeo da Paula Radcliffe, nas Olimpíadas de Athenas, que, para mim, foi o maior exemplo de quando uma pessoa reconhece seus limites e sabe até onde deve ir...

Será que estou enxergando com clareza meus limites ou será que estou "mascarando" porque não quero parar?!


video