terça-feira, 28 de dezembro de 2010

POST EDUCATIVO

Hoje, dando uma olhada nos blogs que sigo, vi um post que simplesmente me achei. Rs.

Desde o Natal, venho com a sensação cada vez mais forte de que a Duda chegará antes da hora. Lendo o post da Maya me identifiquei com quase todos os sinais.

Essa noite, tive muita dor no baixo ventre, acordei de manhã quase sem conseguir andar, e quando passei pelo espelho, vi que minha barriga tinha baixado bastante. Quando o Fabio acordou, disse a mesma coisa.

Eu nem tinha começado a lavar as roupas dela ainda, mas diante de tudo isso - rsrsrs- achei melhor começar hoje a sessão lavação de roupa.

Tomei a liberdade de colocar o post da Maya aqui, acho que vai ser útil pra muitas de nós!

Bom, vou lá lavar um mooonte de roupa! rs Ainda bem que tenho contado com a ajuda preciosa da minha mamis e da @leiamdiniz, que tem sido minha consultora incansável! rsrsrs


Como saber quando é trabalho de parto e quando é alarme falso?



Com a aproximação da data provável do parto ficamos cada dia mais ansiosas e cheias de dúvidas quanto ao que acontecerá no grande dia da chegada dos nossos bebês. E uma das maiores dúvidas é: será que vou saber diferenciar um trabalho de parto verdadeiro de um alarme falso?


Sei que venho pensando bastante no assunto e há alguns dias, ao ler um post no blog da Ju, vi que ela também se fazia a mesma pergunta. Resolvi então consultar a minha apostila do curso de gestantes do Hospital N. Sra. das Graças e o meu livro bíblia, "O que esperar quando você está esperando"*, para fazer um post informativo sobre o assunto.


O que causa?


Segundo o livro bíblia*, o processo do trabalho de parto começa com o feto, "cujo cérebro emite mensagens enviadas por substâncias químicas (...) que provocam uma reação em cadeia dos hormônios maternos. Essas alterações hormonais, por sua vez, abrem o caminho para a ação das prostaglandinas e da ocitocina, substâncias que desencadeiam as contrações quando todo o sistema do trabalho de parto está pronto".




Pré-parto


Outra coisa que aprendi com essa leitura foi que existe uma coisa chamada pré-parto (período premonitório), que são mudanças que ocorrem com nosso corpo antes do trabalho de parto propriamente dito, antecedendo-o por cerca de um mês ou até mesmo por porcas horas. O dito cujo tem início quando o cérvice começa a "apagar" e dilatar, mas isso só o obstetra pode confirmar!


E vem acompanhado de outros sinais. Um deles é quando o bebê "encaixa" e o abdomên abaixa (queda do ventre). Isso pode acontecer entre duas e quatro semanas antes do parto em mulheres que estão na primeira gestação ou, em mulheres que já tiveram filhos, pode ocorrer apenas quando o trabalho de parto começar.


Ocorre também uma sensação maior de pressão na pelve e no reto, acompanhada de dores parecidas com cólicas menstruais, dores na região da virilha e eventualmente até na região lombar baixa.


Este próximo sintoma do pré-parto é bem interessante (hahaha): no nono mês podemos perder peso ou parar de ganhar peso. Mas acho que não deve ser assim tão fácil de perceber.. Alguém aí que já teve neném pode nos dizer?


No nono mês a gestante fica com cada vez menos energia, mas as vezes dá uns surtos!! Já ouvi dizer que muitas grávidas sentem uma vontade incontrolável de arrumar a casa, ou de limpar, ou de arrumar tudo no trabalho.. Isso é mais um sintoma: "instinto de aninhar"!


A secreção vaginal se modifica, fica mais espessa e aumenta. Pode aparecer uma secreção rosada, pois quando o cérvice "apaga" e dilata acontece o rompimento de alguns vasinhos, quando isso acontece o trabalho de parto deve iniciar em 24hs ou até depois de vários dias.


A perda do tampão mucoso significa o desalojamento da "rolha" de muco que protege e sela o orifício uterino. Ela ocorre entre uma e duas semanas antes das contrações verdadeiras do parto, ou até mesmo horas antes.


As contações de Braxton-Hicks se intensificam e se tornam mais frequentes.


Algumas mulheres podem ter até um pouco de diarréia um pouco antes de iniciar o trabalho de parto.




Alarme falso!


Geralmente começamos a sentir as contrações de Braxton-Hicks, as contrações de treinamento, por volta das 21 semanas, mas algumas mulheres passam a gestação toda sem as notar. Essa é a maior responsável pelos alarmes falsos, principalmente se a mulher já está bem no finalzinho, pois é quando elas ficam mais frequentes e podem confundir nossas cabecinhas ansiosas! Elas são irregulares e geralmente cedem se mudamos de posição, ou repousamos.


Pode ocorrer uma alteração da secreção vaginal, como a cor, mas geralmente é decorrente de um exame interno ou até mesmo de relação sexual recente.



Trabalho de parto real


Pois bem mamães, quando entramos em trabalho de parto real o sinal mais clássico é que as contrações vão ficando cada vez mais próximas e intensas para empurrar o baby pelo canal do parto e não cedem com repouso e mudança de posição. Durante essa contração a barriga fica dura por um período de 30 a 60 segundos, começando pelas costas até a barriga e pode ser acompanhada de dor ou não, depende da mulher. Espero ser daquelas sortudas que não sentem tanta dor!!! hehe Se você sentir contrações mais de uma vez em um intervalo de 10 minutos, se prepare, você pode estar iniciando o trabalho de parto!


Outros sinais são: a queda do ventre, quando você consegue colocar 4 dedos abaixo dos seios; a perda do tampão mucoso, que acontece quando se iniciam as contrações, é um muco de cor clara que pode ter sinais de sangue ou não (e dizem que é bem nojentão); e por fim, pode ocorrer a ruptura da bolsa d'água, pode ser jorrando ou apenas gotejando água.




Tá, mas e aí? Como diferenciar?


As contrações podem ser diferenciadas assim:


ocorrência: verdadeiro - regulares / falso - irregulares


intervalos: verdadeiro - progressivamente curtos / falso - iguais ou irregulares


duração: verdadeiro - aumentam / falso - diminuem ou irregulares


localização: verdadeiro - das costas ao abdomên / falso - tipo cólica menstrual


em relação ao repouso: verdadeiro - continuam / falso - diminuem ou desaparecem



Ruptura da bolsa: verdadeiro - pode romper / falso - continua intacta



Dilatação do colo do útero: verdadeiro - progressiva / falso - inexistente

5 comentários:

  1. Debs,
    Considerando o adiantado da hora, eu diria que a MALA da Dudinha e a sua também!!!
    E qualquer "alarme falso" já leve tudo para pasear junto na visita a maternidade. #FicaaDica
    Beijos parceeera

    Colucci
    @antoniocolucci

    ResponderExcluir
  2. ADOREI seu post! Semana passada durante a consulta quinzenal minha GO verificou que minha barriga tinha baixado e relatei das 2x que tive cólicas e as constantes contrações acompanhadas de uma pressão terrivel na vagina... fui encaminhada para fazer uma eco. Bem...a médica disse que tudo estava "normal", mas que o bebê já estava encaixado, por isso a pressão e as contrações...mas que ainda não era a hora!!

    E lendo agora seu post percebo que bate exatamente com o que a minha GO falou. Ela disse que ainda não era a hora, mas que poderia ser daqui a 3\4 semanas...estou com 33 semanas agora!!! Vamos vêr! Tenho tentando não pensar muito sobre isso...mas é inevitável. E o sintoma "psicológico" de organizar, limpar tá com tudo...não sei quantas vezes no dia eu vou no quarto do Elias pra olhar, organizar alguma coisa...e como a GO recomendou repouso eu aproveito quando o marido dá uma saidinha pra limpar tb...rs rs.

    Obrigada pelo post!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Muito legal Debs! O importante é nós nao esquecermos destes sinais kkkk
    Ana Claudia
    http://anaivensbaby.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Essas dicas são excelentes!!!
    Todas as mães que eu converso dizem que o trabalho de parto começa de verdade com as benditas dores que vão das costas ate o meio da barriga!!
    E o Pedro adora fazer bagunça com o me umbigo!!!

    Estou super ansiosa já lavei e passei todas coisas do Pedro, fiz uma listinha das coisas que estavam faltando e fui as compras, a mala já ta pronta e por via das dúvidas já estou treinando o marido pro que ele deve fazer!!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Teremos medo do desconhecido sempre, ainda mais se tratando da vinda de algo tão querido, aguardado e desejado, que é o nosso Baby. Mas fique mais que tranqüila, não se importe com o tampão, pois ele pode sair com até 3 semanas de antecedência. O meu saiu na 37, quando o GO foi fazer toque! Dó digo uma coisa, quando for a hora certa você saberá!! Não estou dizendo de algo premonitório, mas sim de sinais fortes e caracteristicos!
    Eu baixei um programinha pra iPhone que contava a freqüência r intervalo das contrações. Muito útil!
    Não sei se contei; a 3 dias do DUM, estava pronta para ir no aniversario de 2 anos da minha sobrinha, arrumada e com 2 meia-calças por conta do frio (de vestido). Eu já tinha tido um alarme falso quando o "tampão" saiu, tinha ido até a pro-matre e tb já tinha tomado bronca do médico, rs. Daí comecei a sentir uma dor na linha das meias, achei que por causa do meu tamanho (engordei bem menos no final), era a meia q estava apertando. Peguei uma tesoura e cortei uma meia. A dor não passou, cortei a segunda, a dor não passou, cortei a calcinha, Kkkkkk, só aí percebi que podia ser contracao e comecei a usar o programinha! Kkkkkkkk Fui pra maternidade de novo sem ter as contrações de 3 em 3 minutos...nova bronca, mas já era trabalho de parto, e eu só devia voltar quando elas coordenassem. Voltei no dia seguinte, e a Maia nasceu as 18 h!

    ResponderExcluir